Juiz federal aposentado Odilon de Oliveira divulgou carta anunciando sua desfiliação ao PDT. Objetivo dele é de se filiar a outro partido para disputar prefeitura do interior do Estado. A escolha da sigla será feita, segundo ele, depois de muita reflexão.

Nas eleições de 2018, o juiz aposentado ficou em segundo lugar para o cargo de governador do Estado e perdeu de Reinaldo Azambuja por, aproximadamente, 61 mil votos de diferença.

A estratégia política agora é de se filiar a outro partido. “Ele está avaliando os convites de partidos, incluído os recentes convites para disputar prefeituras do interior na qual foi bem votado e possível algum vínculo”, disse o filho do juiz aposentado, o vereador de Campo Grande Odilon de Oliveira Junior (PDT).

Odilon de Oliveira disse que a carta, endereçada ao presidente regional do partido, deputado federal Dagoberto Nogueira, é para que a agremiação possa se organizar com mais liberdade. “Ele não quer atrapalhar”, disse o vereador.

Odilon Junior também já expressou sua vontade em se desfiliar do PDT, mas, como está com mandato, terá que esperar a abertura da janela partidária que se inicia em abril de 2020, para quem tem mandato, e outubro de 2019, para quem não tem e quer se filiar.

A intenção do juiz aposentado é de mirar em Três Lagoas e Dourados. “Demos muito trabalho ao governo ali, mesmo não tendo o apoio das prefeituras respectivas”, afirmou o vereador Odilon de Oliveira Junior.

Mas vale lembrar que políticos que em cada eleição esta em um partido não merece credibilidade eleitoral, são eles que desqualifica os partidos hoje no Pais. Será que em outro Partido, Odilon de Oliveira conseguiria a mesma votação ?