Foto: Reprodução/Facebook

A Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo autorizou na noite desta terça-feira (6) a abertura de um processo de cassação do mandato do prefeito João Alfredo Danieze (PSOL). Conforme a denúncia, a secretária municipal de Saúde, Carolina Bergo Domingues, assinou contrato com a Clínica Médico Domingues, da qual é uma das proprietárias.

Votaram a favor os vereadores Álvaro Andrade dos Santos, o Nego da Borracharia (PSD); Anderson Arry (PSDB); Ataíde Feliciano (PSC); Edervânia Malta (DEM); Sidinei Ferreira, o Cascãozinho (PSC) e Tânia Ferreira (Solidariedade).

Foram contra a abertura do processo Isac de Araújo (PTB); Luiz Fernandes Ribeiro, o Luiz do Sindicato (MDB); Paulo Henrique Pereira da Silva, o Paulo da Pax (DEM) e Rozenir Pereira (PSOL).

Apesar de não precisar votar, o presidente da Câmara, Tiago Gomes de Oliveira, o Tiago do Zico (PSDB) anunciou ser favorável à continuidade da denúncia.

Os trabalhos serão conduzidos pela Comissão Parlamentar Processante (CPP) formada por Ataíde Feliciano, Luiz do Sindicato e Tânia Ferreira. Caberá ao grupo emitir parecer para a cassação do mandato ou absolvição do prefeito.

Denúncia

Eleito em 2020, Danieze nomeou Carolina Bergo Domingues à pasta em janeiro deste ano. Ocorre que a fisioterapeuta é uma das donas da Clínica Médica Bergo Domingues LTDA, credenciada pela prefeitura de Ribas do Rio Pardo para prestação de serviços em Saúde.

Só neste ano, a empresa recebeu R$ 103 mil em recursos do município. Os números são do Portal da Transparência de Ribas. Fonte midiamax